Te amo do tamanho desse universo infinito

Preciso de curativos,
Estou tremendo de frio,
Minha vida vai bem,
Apesar do sol nunca aparecer,
Apesar do tempo não passar,
Apesar da dor…

Sinto falta do passado,
Da vida vivida,
Do laço criado,
Dos gatos…

Estou vivendo minha tempestade pessoal,
E se depois da tempestade, sempre vem a calmaria,
Depois de você não existe nada…

Você me curou quando eu estava ferido,
Só que hoje é você que deixa este coração machucado e partido…

Me diga, quem vai me cobrir quando estiver com frio?
Quem vai preencher de primavera este Março?
Quem vai entregar suas emoções para mim?
Quem vai me encher de beijos?
Quem vai fazer amor comigo?

– B.J.