Te amo do tamanho desse universo infinito

Preciso de curativos,
Estou tremendo de frio,
Minha vida vai bem,
Apesar do sol nunca aparecer,
Apesar do tempo não passar,
Apesar da dor…

Sinto falta do passado,
Da vida vivida,
Do laço criado,
Dos gatos…

Estou vivendo minha tempestade pessoal,
E se depois da tempestade, sempre vem a calmaria,
Depois de você não existe nada…

Você me curou quando eu estava ferido,
Só que hoje é você que deixa este coração machucado e partido…

Me diga, quem vai me cobrir quando estiver com frio?
Quem vai preencher de primavera este Março?
Quem vai entregar suas emoções para mim?
Quem vai me encher de beijos?
Quem vai fazer amor comigo?

– B.J.

Ama

Ama com o ouvido
Mesmo que vivido
nada de ruído
sem explicação

Conserta o que foi visto
Sem o devido juízo
mesmo sendo siso
apelo do não

Sente o cheiro vívido
do ambiente sentido
de alma contido
com exatidão

Apalpa o corpo nosso
sente o dorso vosso
como num abraço
sem sofreguidão

– BJ

Um dia você percebe…

seguir-em-frente

Que não adianta correr atrás,
Querer fazer o jogo do difícil para ser notado,
Mandar mensagem pelo celular, sms ou whatsApp.

Que não adianta encontrar com a pessoa por acaso e fingir-se forte,
Perder noites de sono pensando “o que eu fiz de errado?”
Ou perder noites de sono pensando “o que eu posso fazer para que dê certo?”.

Que não adianta esperar por um sinal de vida,
Um cartão postal, um e-mail, uma simples consideração,
Ou um sinal de respeito, o mínimo.

Que não adianta saber esperar, (ou ter parcimônia, para os mais antiquados),
Procurar no face indícios ou pistas de qualquer coisa que te machuque,
Achar a coisa que te machuque e sentir mais pena de si mesmo.

Que não adianta ser ou não você pois não fará diferença,
Nesse momento você se dá conta que não pode querer por dois,
E que nada pode ser feito.

Um dia você percebe….
Que o jeito é seguir adiante.

– B.J.

Passe

– Amor, você tem engordado muito ultimamente.
– Pois é minha linda, eu sei…
– Amor, você sabe que isso não é normal né?
– Sim minha linda, estou comendo demais, preciso maneirar.
– Não amor, não é só isso, tem mais coisa…
– Tem sim minha linda, parei a academia também, sei que preciso voltar, volto na segunda.
– Você parou a academia e está comendo demais… Por que?
– Não sei minha linda, só estou com preguiça, mas volto a malhar a partir de segunda-feira e a comer menos a partir de agora.
– Não.
– Não o que?
– Tem mais coisa por trás disso.
– Como assim?
– Não sei, você mudou muito.
– Não mudei minha linda, estou comendo demais, só isso.
– Tudo está muito estranho.
– O que está estranho minha linda?
– Você não parece que é você.
– Hã?
– Estou sentindo uma energia muito ruim vindo de você.
– Está?
– Sim… Estou vendo uma aura negra a sua volta.
– Está?
– Sim, e eu já fui no centro espírita, e o que eles me falaram fez muito sentido.
– O que eles falaram?
– Que você tem um encosto.
– Encosto?!?
– Sim, e precisamos ir no centro tomar um passe verde.
– Passe verde?
– É, passe verde, para espantar encostos.
– Puta que o pariu…
– Tá vendo, é o encosto falando por você!
– Ju, pare com essa loucura, meu problema é dieta.
– Dieta e encosto.
– Só se for encosto de comida!
– Você não entende mesmo, mas te garanto que tomando um passe verde você ficará novo em folha, desculpe o trocadilho.
– Olha aqui, vamos fazer o seguinte, eu não vou no centro espírita e começo dieta, você vai ver como eu fico sequinho em um mês, o que me diz?
– E o encosto?
– O que tem esse diabo de encosto?
– Ele vai ficar em você até você tomar o passe verde.
– Eu não estou com encosto e não vou tomar passe nenhum!
– Vai sim, você precisa amor.
– O único passe que eu preciso é o do metrô.
– Amor, acredite em mim, vamos no centro e você vai ver o encosto ir embora.
– Amor… não.
– Por que?
– Por que o encosto não quer, ele me falou. Pra dizer a verdade eu estou até gostando dele, ele dá uns toques legais.

– Baccili Junior

Por um minuto

Ontem a noite eu tive um sonho,
Sonho que se sonha só,
Sonho de uma noite,
Acordei chorando,
Por isso eu fui atrás de você,
Será que você ainda pensa em mim?
Será que você ainda me quer aqui?
As vezes te odeio por quase um minuto,
Depois te amo mais e mais, como sempre
Corro pra longe e fujo da saudade,
Será que você ainda se lembra de mim?

– B.J.